sábado, junho 02, 2012

Pedido alheio aos teus anseios


 Eu poderia ouvir o tom da sua voz por mais de vinte e quatro horas, embora você não acredite. Acordar com o teu bom dia e adormecer com você reclamando sobre qualquer coisa desnecessária, seria canção de ninar. Eu poderia passar o resto da minha vida olhando para os seus jeitos de andar pela casa, se encontrar na própria bagunça, pegar mais uma cerveja até perder as contas, comentar sobre algo intelectual demais para as pessoas ao seu redor, fazer tudo de maneira única e se destacar para mim. Sorrindo apenas de encontrar o seu olhar entreaberto quando ri ou desconfia de algo, e me sentir segura apenas por te ter. Eu não precisaria de mais nada, pois você sempre soube oferecer o mundo apenas ao cantar algo desconhecido que me agrada incondicionalmente.
   Sinto muito não poder dizer nada além de que você só teria a mim e ao meu coração, esse amor intenso pouco compreensível. Mas seria apenas se dissesse sim. Um sim para você mesmo. Um sim que fizesse desabar essa barreira anti-amor. Há muito em você que faz muito em mim ser frágil, então eu fico aqui no canto esperando uma chance de mostrar que seria diferente se fosse simplesmente cotidiano. Sem nenhum esforço, só amar.

Flávia Andrade

0 comentários:

Postar um comentário

Obrigada pela visita, por ler e comentar. Retorne sempre que sentir vontade.

Tecnologia do Blogger.

Curta no Facebook