domingo, fevereiro 24, 2013

Pode ir

    Você pode por favor retirar este empecilho do meu caminho? Não a pedra, não o buraco, sim você. Retire-se. Está me incomodando. Saia do meu caminho! Não quero mais ser sua, não quero ter dono não, senhor. Então vá embora, pois nunca realmente te precisei. E quando for, leve tuas bagagens e malas, essas tranqueiras que alguns chamam de sentimentos, leve tudo aquilo que já acumulei por ti, algumas mágoas, alguns amores, poucas paixões, uns momentos de impactos vai levando em um caminhão. Leve como entulho e nem precisa cuidar bem, joga tudo amontoado e vai. Estou te largando, contudo não lhe acompanharei até a porta, estou te largando é pra ir embora sem me olhar, vai e não gaste tempo com palavras, pois vindo de você preciso mais delas não. E se me perguntar o motivo, é simplificado: "Cansei de te ser". E tecer, e ter que ser... Essa vidinha de fazer o que você mandava, de dizer o que você queria ouvir, de me manter no limite do que você tolerava. Cansei de fugir de mim para te alcançar, de me largar para te acomodar. Agora  é hora de partir, vai então com tuas tralhas e sem nenhuma preocupação, pois ficarei bem me sendo. E me acendo, e me reacendo. Me refazendo. Tudo bem.

Flávia Andrade

X_dd0e0e97_large

sábado, fevereiro 16, 2013

Tumblr_lqaotj0qzo1r1bz0wo1_500_large
- Desculpa.
- Não há culpa.
   Levantou-se e sorriu. O que ela era? Um bicho de sete cabeças. Rotulei-a e foi assim. Ela não tinha as complicações de uma mulher, não tinha os defeitos femininos. Mas tinha seus assombros que eu talvez deva dizer: meus assombros à respeito dela. Contudo, às vezes a desvendava, mesmo que não sorrisse eu reconhecia sua felicidade e mesmo não chorando, eu notava quando havia algo perturbando-a. Porém era impossível decifrar seus pensamentos, enquanto eu apenas enlouquecia. Aquela garota atiçou-me no fogo brando e ardente, ela arruinou minha mesmice e monotonia, ela me mostrou o lado errado de estar certo.
   Enquanto bagunçava o meu cabelo e viajava em minhas loucuras, me questionava quando é que me apaixonei, inclusive, o que me fez desejá-la tanto? Eu gostava das coisas simples e agora estava me encaminhando para dentro de um furacão. Ela me drogou com seu sorriso melancólico e me entorpeceu.

Flávia Andrade

sexta-feira, fevereiro 15, 2013

261822_533915593292255_872640559_n_large
- Não se aproxime muito de mim. - Ela pediu. - Digo, não crie vínculos afetivos. Eu não fui criada para isso.
 Estranhei. Do que diabos ela estava falando?
- Olhe, eu não sei o que está querendo dizer.
- Apenas não se apaixone.
- O que?
- Por mim. Não se apaixone por mim.
- Você está de brincadeira, não é? - Eu perguntei rindo.
- Não. - Respondeu séria.
- Claro que não irei me apaixonar. - Comentei com voz de desdém, porém... Havia um porém que eu desconhecia.

                                                                                                                           Flávia Andrade
  Tumblr_miadrrlz7u1s3bnyso1_500_large
   Com o olhar atravessando a janela do meu quarto e alcançando a janela da sala dela, fitei-a escorada na parte de trás do sofá, conversando em seu celular e sorrindo. Por que ela nunca sorriu pra mim? Continuei olhando-a andando lentamente em círculos pela sala e soltando gargalhadas. O quão belo meus olhos enxergavam aquela cena? Eu estava me apaixonando, eu sabia disso.

Flávia Andrade

sexta-feira, fevereiro 08, 2013

Só mais um pedido

  
  Tem muitas coisas que eu gostaria de dizer para você, mas as palavras somem. É horrivel. Os sentimentos afloram, eles fogem ao mesmo tempo em que me sufocam, mas não me permitem lhe dizer o turbilhão de pensamentos desesperados que me ocorrem. É uma loucura. E a verdade é que eu estou louca, não por você, pois isso sempre fui, mas estou louca pela falta que você faz ao meu lado e me impossibilita de receber um abraço todas as vezes que careço e preciso. Eu poderia, agora, te elogiar pela milésima vez, mas não farei, não citarei verdades sobre quem é, nem sobre quem sou. Quero manter as linhas de saudades que me acorrentam e tentar contar minhas ocorrências causadas por sua falta. Ocorrências de solidão, às vezes, de insônia sempre, de bipolaridade constantemente, de tristeza agora. Por que não vem pra cá ficar comigo? Larga essa vida aí, vem ter uma vida ao meu lado. Larga tudo enquanto não o posso fazer. Me tenha, me faça sua, me prenda a você, pois eu quero. Talvez isso pareça louco. E realmente é. Contudo, como eu inicialmente disse, obviamente estou enlouquecendo e apenas você pode me sanar. Diga alguma coisa, não suma assim, apareça, ligue, mande sms, me mantenha com pedaços de você. Não se distancie dos meus sentimentos, do que sou, do que me faz te amar. Não se distancie mais do que já está. Por favor. 
E quando vier essa semana, apenas me abrace...

Natasha

Natasha
Adquira o seu!

Blues Mudo

Blues Mudo
Disponível no Wattpad
Tecnologia do Blogger.

Curta no Facebook