terça-feira, março 11, 2014

,

Eu sei, é idiota te amar
É doentio me apaixonar
repreendo todos meus sentimentos
até aquele momento
no qual você me olha nos olhos e rouba
um sorriso
Eu sei, amar é não ter juízo
É se render como refém
de um crime de traição
ao orgulho
Eu sei, mas nesse amor mergulho
E se volto à margem
É tão sem graça e a água infinita é
meu refúgio
Eu sei, se para você eu fujo
Em você me perco
A você me entrego
Por você me transformo
E eu sei, amanhã será só arrependimento
Mas depois de amanhã será contentamento
Porque te tive naqueles minutos e me tive tão feliz.

Flávia Andrade
Tecnologia do Blogger.

Curta no Facebook