terça-feira, maio 27, 2014

Deixe o frio chegar, deixe-o se acomodar e tentar fingir que o dia é noite, deixe-o nublar o céu sem estrelas. Esse frio está só de passagem, menos ânimo, mais cobertores e logo ele vai embora. Deixe-o vir porque queremos reclamar. Queremos passar o dia repetindo que está frio. Queremos dizer que não temos ninguém. Queremos acusar que o café está amargo. Isso não parece com a vida? Deixamos pessoas frias entrarem (ou seríamos nós os frios?) Elas vêm querendo muito e estamos esperando pouco, mas deixamos porque já estava no caminho e parece mais confortável simplesmente deixar entrar. Então reclamamos que não é a pessoa certa, não gostamos dela, gostamos do que ela nos faz buscar: saudade de outra. É como o frio, seria péssimo se não procurássemos casacos quentinhos para usar. Deixamos a janela aberta para o frio, a porta aberta para quem não é capaz de nos provocar amor. Estamos então com o frio e a pessoa-não-amável por perto, consequentemente agasalhados e devaneados pensando em alguém que nos faria mais felizes, em um sol que traria mais contentamentos.

Flávia Andrade

0 comentários:

Postar um comentário

Obrigada pela visita, por ler e comentar. Retorne sempre que sentir vontade.

Natasha

Natasha
Adquira o seu!

Blues Mudo

Blues Mudo
Disponível no Wattpad

Arquivo do Blog

Tecnologia do Blogger.

Curta no Facebook