quarta-feira, junho 25, 2014

Obrigada por estar aqui

    Eu posso escrever milhares de cartas e queimá-las para que ao menos a fumaça te alcance. Posso voltar correndo para a nossa casa velha – e agora abandonada e te procurar nos cômodos de cores pálidas, posso gritar seu nome naquele vazio, implorar por uma resposta. Posso rever as fotos e usá-las para cobrir a parede amarelada do meu quarto, desperdiçar essas semanas fitando-as e esperando que nosso abraço ou seu sorriso torne-se real novamente. Um mês para completar quatro anos que se foi e eu ainda não superei um dia sem sua voz me cantando músicas improvisadas e de rimas bobas – que me fizeram amar a poesia mais simples. Estive por todo esse tempo te buscando em detalhes, arremessando-me contra o chão, pregando os joelhos e rezando para te ter outra vez, nem que minha vida fosse o preço. Eu busquei a cada amanhecer uma sombra e senti sua falta nas noites de lua cheia. Quem dirá:
- Olha como ela está bonita hoje.     E me fará correr para fora para encarar a bola branca no céu?
    Eu fiz tudo errado. Eu procurei. Duvidei por dias e depois finalmente acreditei que realmente me deixou. Somente agora vejo que não faria isso comigo, não me machucaria de tal maneira e nunca se permitiria ser o motivo de minhas lágrimas.
    É noite, é a lua do sorriso brilhando lá de cima com você, ela ri de seu humor. Eu finalmente percebo que nunca deixou de estar aqui, assim como o dia e a noite, assim como a vida que me habita, a alma que me protege, assim como o Deus que me ilumina, estás aqui. Seus dedos estarão eternamente entrelaçados aos meus, seu abraço nunca deixará que o mundo me mate de frio e se eu ficar bem quieta, ainda posso te ouvir cantando. Eu poderia por séculos continuar com essa busca toda até que um dia percebesse – como percebi essa noite – que estás em mim.
   Nenhum universo nos separa. Eu te amo e amo a maneira como me cuida agora.

Flávia Andrade

0 comentários:

Postar um comentário

Obrigada pela visita, por ler e comentar. Retorne sempre que sentir vontade.

Arquivo do Blog

Tecnologia do Blogger.

Curta no Facebook