domingo, julho 20, 2014

A lembrança tamborila na cabeça, bate, batuca, faz um som com a mesma cena daquele acontecimento (que durou uma ou duas horas) e quero esquecer para todo o sempre. Mas repete, repassa, até enjoar, as palavras da memória são uma péssima canção de um péssimo filme. Como sai daqui? Dessa mente persistente. Como se desliga se o filme no tem fim e não há como dormir? Tamborila lentamente até a cabeça doer.

Flávia Andrade


0 comentários:

Postar um comentário

Obrigada pela visita, por ler e comentar. Retorne sempre que sentir vontade.

Arquivo do Blog

Tecnologia do Blogger.

Curta no Facebook