quinta-feira, agosto 28, 2014

Sou. Oscilando entre quem fui e quem serei. Sou. Duvidando entre o que pensam e o que planejo. Sou. Permitindo o que aconselham e o que rejeitam. Sou. Sem mais, nem menos, sou entre metades, nem por inteiro, nem faltando ou restando, sou na medida do possível. Sou sem saber quem sou, incerteza imediata a cada amanhecer, arrependimento existencial a cada ressaca, sou quem não quis e não quero ser, mas o que posso.

Flávia Andrade

0 comentários:

Postar um comentário

Obrigada pela visita, por ler e comentar. Retorne sempre que sentir vontade.

Arquivo do Blog

Tecnologia do Blogger.

Curta no Facebook