quarta-feira, janeiro 21, 2015

Entre a Meia Noite e o Meio Dia

    O sonho é coisa do inconsciente, todos sabem. Conte para a sua vizinha e ela vai tentar interpretar, ela andou lendo umas revistas por aí, saiu uma vez no jornal também. Conte à psicóloga e talvez ela tenha uma explicação mais lógica. Mas é melhor você refazer seus passos do dia anterior, assim vai saber que sonhou com o Zé porque viu ele rapidamente na rua e até que bateu uma saudade, aquela memória ficou repercutindo na mente o dia todo, é claro que você sonharia com ele. Por que não pensou nisso antes de deitar para dormir? Se tivesse pensado talvez deitasse mais tarde para tentar evitar, talvez visse um filme de terror ou uma comédia romântica daquelas que se encaixam na vida da gente. Mas você dormiu antes da meia noite. 

    Acontece que depois de tudo você acorda. Sempre acorda. Quem somos nós para dizer que nunca acordamos? Estamos vivinhos. Então, por enquanto é sempre. Antes de levantar já alcança o celular: embaixo do travesseiro, na mesa de cabeceira ou em alguma outra gambiarra inventada para sustentar o vício. Olha as notificações, duas pessoas responderam seu boa noite, uma mandou bom dia, já tem gente pedindo favor e querendo saber onde você está. É aniversário da Maria e você nem pensou em comprar presente, tem alguém pedindo votos para alguma coisa e você não quer votar em ninguém. Convidaram-te para um evento que sabem que você não vai nem morto – e você sempre acorda. Tudo isso você já pensou antes de colocar um pé para fora da cama, incluindo o fato de que sua garganta parece um pouco inflamada e você precisa de um copo de água e bem que queria, lá no fundo, ficar reclamando do pequeno incômodo até o outro dia sem sair do lugar. Mas você tem que levantar, você tem que ter vida social, você tem que trabalhar, tem que encontrar um rumo na vida, tem que terminar aquela discussão pela metade de ontem, tem que pensar no que vai almoçar, tem que almoçar. Isso tudo antes do meio dia.


0 comentários:

Postar um comentário

Obrigada pela visita, por ler e comentar. Retorne sempre que sentir vontade.

Tecnologia do Blogger.

Curta no Facebook