quarta-feira, março 04, 2015


    Perdoa não cumprir as coisas que te prometi, as coisas prometidas para mim eu não cumpri também. Eu oscilo a cada passo, sou sempre um planejamento em desordem, um prédio que inclina um pouco mais a cada mês. Se penso que sigo frente estou somente retornando, se eu te deixo para trás é porque quero te levar comigo. Se desisto é porque ainda sonho e se ainda sonho é porque uma hora não vou querer mais. Eu sei que não posso decidir mais nada, não passo de um tumulto. Eu sei que não posso pedir mais, não passo de algo momentâneo que se torna desistente. Eu sei que não posso te fazer outra promessa, você não ouviu nem a primeira. Perdoa, eu só precisava explicar que se para você eu sou tão errada, para mim não tenho sido nada certa também.

0 comentários:

Postar um comentário

Obrigada pela visita, por ler e comentar. Retorne sempre que sentir vontade.

Arquivo do Blog

Tecnologia do Blogger.

Curta no Facebook