quarta-feira, abril 15, 2015

Cinzeiro


    Apaga teu cigarro que o vício agora é outro, que eu já não aguento mais nossa dependência sendo ofuscada. A saudade nos mata aos poucos e toda a sua nicotina diária é para servir de disfarce, eu sei. Apaga teu cigarro pra eu ver teus olhos paranoicos por trás da fumaça. Joga fora os maços porque eu estou indo para longe e toda a dor da falta vai precisar de mais atenção. Não se perca nos tragos, por favor, apenas encontre um jeito de me trazer de volta. Apaga teu cigarro pra você não perder de vista a queimada que provocamos. Deixa o cinzeiro de lado, pois nossos dias estão mais escuros.

Flávia Andrade

0 comentários:

Postar um comentário

Obrigada pela visita, por ler e comentar. Retorne sempre que sentir vontade.

Natasha

Natasha
Adquira o seu!

Blues Mudo

Blues Mudo
Disponível no Wattpad

Arquivo do Blog

Tecnologia do Blogger.

Curta no Facebook