quarta-feira, abril 22, 2015

nosso universo de erros


    traz seu bocado de solidão que eu dou um jeito de fazer sumir, escondo junto com a poeira no canto da varanda e a gente se acomoda na sala, nem vê o que ficou pra fora. traz todo seu desastre pra dançar que a gente põe uma música que aprove giros desarticulados como se fossem dança e fecha as cortinas pra ninguém espiar. traz todo esse tumulto na sua mente que eu assopro como se fosse pra mais um ano de vida, que isso fica pra trás enquanto a gente tenta recomeçar algo bem melhor. traz seus defeitos que eu já estou aqui pronta com os meus, porque eu sei que agora, depois dos porres todos, nós já podemos lidar com quem somos.

Flávia Andrade

0 comentários:

Postar um comentário

Obrigada pela visita, por ler e comentar. Retorne sempre que sentir vontade.

Arquivo do Blog

Tecnologia do Blogger.

Curta no Facebook