sexta-feira, junho 19, 2015

Sou um pouco de você, pai

    Sou por completo uma saudade inteira nessa cidade pequena. Sou quem anda com sorriso frouxo, de lado, lembrando de quem não anda mais por rua alguma. Sou uma filha que sente falta do pai, uma menina que quase não soube crescer sem herói. Sou quem sabe algumas músicas de cor em uma voz masculina que recorda a infância. Os dias de junho de hoje não são os mesmos dias de junho de dois mil e nove, de lá pra trás os dias costumavam ser mais curtos. Os meus passos não são contados,tampouco o tempo que já passou, mas eu sei o tanto que ando e quanta coisa aconteceu desde então. Sou quem comemora em silêncio e brinda ao céu, para orgulhar quem não teve chance de ficar e ver de perto. Sou quem se esforça para ser melhor por quem já foi tão bom. Sou tanta saudade que já sei como trazer comigo, e já nem choro mais. Sou uma parte dele que ficou, que precisa viver um pouco como ele quis.


Flávia Andrade

0 comentários:

Postar um comentário

Obrigada pela visita, por ler e comentar. Retorne sempre que sentir vontade.

Natasha

Natasha
Adquira o seu!

Blues Mudo

Blues Mudo
Disponível no Wattpad

Arquivo do Blog

Tecnologia do Blogger.

Curta no Facebook