terça-feira, agosto 11, 2015

Que é pra te ver

    Eu vou embora bem cedo, meu bem, que é pra dar tempo de você me alcançar antes da hora do almoço, que é pra gente lanchar, que é pra eu te fazer uma janta na casa de fuga. Eu vou dizer "não" bem rápido, meu bem, que é pra você achar que eu não quero mesmo, que é pra aumentar o número de argumentos dispostos a me convencer. Eu vou dormir bem tarde, meu bem, enquanto o filme ainda estiver passando, que é pra saber se você vai me cobrir e me deixar por ali, que é pra saber se você vai tentar me acordar, que é pra saber se você vai me levar pro quarto. Porque eu preciso e quero sempre mais, meu bem, e eu gosto de quando você demonstra. Porque eu te canso pra te ver dar um sorriso maior que o mundo quando nota que é só charme meu. No fim do dia que se esconde da segunda-feira, no finzinho do domingo eu deixo um bilhete: não te abandono nunca, te recuso pouca coisa, nem venho só pra ver filme. Que é pra te fazer feliz do jeito atrapalhado que você me faz.


Flávia Andrade

0 comentários:

Postar um comentário

Obrigada pela visita, por ler e comentar. Retorne sempre que sentir vontade.

Arquivo do Blog

Tecnologia do Blogger.

Curta no Facebook