quinta-feira, abril 28, 2016

   Perto de você não quero mais fechar os olhos, nem perder tempo olhando o que há ao redor. O que me importa é te ver para acentuar a certeza de que está comigo, e assim, instantaneamente, me sentir segura. Os meus olhos radiantes perdidos no seu rosto só querem dizer todos aqueles clichês que não são permitidos escaparem da minha boca, e eu espero que você consiga ouvisentir — escutar de mim sem que eu diga palavra alguma.
Flavia Andrade

Ouvisentir

Perto de você não quero mais fechar os olhos, nem perder tempo olhando o que há ao redor. O que me importa é te ver para acentuar a certeza de que está comigo, e assim, instantaneamente, me sentir segura. Os meus olhos radiantes perdidos no seu rosto só querem dizer todos aqueles clichês que não são permitidos escaparem da minha boca, e eu espero que você consiga ouvisentir — escutar de mim sem que eu diga palavra alguma.

terça-feira, abril 05, 2016

    Eu sei que para você digo pouco do muito que sinto, mas se dissesse tudo, não restaria mais mistério nenhum que te fizesse olhar bem no fundo dos meus olhos para tentar me decifrar, como você faz perdidamente. Porque amor é uma dessas coisas que requerem fatos não explicados e questões irrespondíveis, tão quanto respostas irresponsáveis, para se auto-afirmarem. Amor é um desses milagres contemporâneos que não estarão nos livros religiosos, mas nos cartazes em postes de ruas. Uma dessas coisas raras que valorizam o mínimo que se demonstra e procuram o máximo que se esconde, apenas para desfrutá-lo depois de todo o esforço. Eu sei que te bagunço quando não explico o que acontece comigo, mas se explicasse cada detalhe, talvez você fugisse, talvez você não entendesse - nem peço, nem deve - e perderíamos aquele triunfo de descobrimento toda vez que você me encontra.
Flavia Andrade

Natasha

Natasha
Adquira o seu!

Blues Mudo

Blues Mudo
Disponível no Wattpad
Tecnologia do Blogger.

Curta no Facebook