domingo, janeiro 31, 2016

    Eu sinto que ainda não estou preparada para escrever sobre nós dois. Tem muita coisa na minha mente que continuo sem entender, muito "por que" e pouco "porque". Algo foge de nós para que não fiquemos completamente juntos, para que reste alguma falha que nos incomode antes de pegarmos no sono. E, em alguns dias, um tempo chuvoso significa muito mais que um imprevisto. Significa que os encontros apenas não devem acontecer. Não sei quem de nós está nos prejudicando, e ainda que sejam os dois, não sei se somos nós do presente ou nós do passado, mas de qualquer forma, estamos impedindo nosso futuro. E por mais que desejar um tanto de momentos bons para as próximas semanas seja o que eu mais desejo, temer o que se passa na sua mente quando não está comigo vira uma barreira enorme que não me deixa te pedir para ficar. Eu sei que poderíamos ir além e também sei que podemos nos perder cedo demais. Eu quero muito do que você não disse querer ainda, e receber todo esse seu silêncio é abraçar incertezas. Por fim, escrever qualquer frase sobre nós é colocar as cartas na mesa. Embaralhadas. Viradas para baixo. E ao organizá-las e olhá-las, descobrir que estamos jogando o jogo errado.
Flavia Andrade

0 comentários:

Postar um comentário

Obrigada pela visita, por ler e comentar. Retorne sempre que sentir vontade.

Tecnologia do Blogger.

Curta no Facebook