quinta-feira, maio 31, 2012

Força sua, esperança minha

   Se você fechar os olhos vai enxergar. Não a paisagem, não as pessoas passando apressadas, não o trânsito monótono, vai enxergar a beleza do que teus olhos segundos antes capitaram, o átimo entre o ato de observar rapidamente e o ato de ir para o seu próprio mundo. O prazer de respirar fundo.
  Quando teus medos apenas se tornarem mais fortes, tornando-te mais fraca, não vacile, não caia. Segure em minhas mãos e não tema. Quanto tuas dores clamarem por tua queda, resista, aguente. Apoie-se em meus ombros e confie. Creia que a tempestade passa, mesmo sabendo que nem sempre após ela vem o arco-íris. Acredite que a alegria é daquele que sabe superar. 
  Menina, sorria das pequenas coisas, o que é maior não importa, eu sei que você sofre e chora todas as noites, mas olhe em tua volta, procure as cores escondidas no meio da escuridão. A luz implícita na solidão. Lute confiante de que vai ganhar. Seja teu próprio super-herói, minha pequena, pois neste mundo egoísta ninguém mais larga tudo para salvar outro alguém. Eu estou aqui, mas eu não posso te salvar dos teus próprios fantasmas.

Flávia Andrade

0 comentários:

Postar um comentário

Obrigada pela visita, por ler e comentar. Retorne sempre que sentir vontade.

Tecnologia do Blogger.

Curta no Facebook