quarta-feira, janeiro 07, 2015

   Eu sei que sou um pouco complicada. Tenho sorrisos diferentes para situações variadas e nem sempre compreensíveis, às vezes é só um riso disfarçado ou uma gargalhada contida, às vezes é para não fazer desfeita e às vezes é porque me escapa. Eu tenho olhares diferentes também, olho para cada um de uma maneira e talvez você nem saiba que o olhar mais sincero e cauteloso vai para a tua direção, mas olho com cuidado quando não quero ser percebida, olho para baixo enquanto ando só para não tropeçar ou ver alguém que eu não queira, olho perdida em busca de alguém que me salve quando estou em algum lugar que não gosto, olho pedindo socorro até quando digo que está tudo bem, e não vai nada bem se você não nota. Eu sei que é difícil entender o tanto de sim por trás de cada não e todo não em todo sim receoso, sei que é quase impossível saber o que realmente significa tanto faz, você que sabe e talvez, sei que é raro quando você percebe a voz trêmula quando tento mentir ou omitir algum fato, sei que nem sempre posso esperar que meus charmes sejam entendidos como pedidos para ficar mais um pouco, enrolações para adiar despedidas e uma maneira de pedir carinho. Sei que é estranho quando você me encontra sorrindo para o nada e que não entende que estou pensando em alguma coisa boa para nós, sei que pouco sabe o significado de devaneio e talvez ache impossível alguém devanear com a pessoa do lado, é que eu sempre quero mais e você pensa que somos suficientes. Até somos, mas sei que eu não aguentaria cair no hábito de somente amar. Sei que pedir por um pouco de loucura, querer brigar por motivo atoa e te provocar sem precauções é um pouco desnecessário para você, mas é que eu preciso de um divertimento extra. Sei que sou um pouco complicada e para você, que gosta tanto de simplificar, seja árduo lidar comigo, mas é que eu preciso de você aqui e isso é algo tão complexo que eu me transformo em mil para dizer de milhões de maneiras diferentes, sem deixar enjoar, que eu te amo muito. Muito mesmo. Sei que as minhas reclamações não transparecem, mas eu quero tudo de você sempre por perto. Sei que parece que eu me afasto às vezes, mas é para nos ver de longe como quem assiste um filme bonito e chora. Eu só quero que o filme nunca acabe.

— Flávia Andrade

0 comentários:

Postar um comentário

Obrigada pela visita, por ler e comentar. Retorne sempre que sentir vontade.

Natasha

Natasha
Adquira o seu!

Blues Mudo

Blues Mudo
Disponível no Wattpad
Tecnologia do Blogger.

Curta no Facebook