maio 04, 2016

Afundo-me, a fundo de mim

Eu pediria mais um vez desculpas pelo que te causo quando minha mente não me deixa ficar calma. Mas toda vez que tento te confortar após um tumulto meu, me deixo de lado. Por ora, dentro de um egocentrismo necessário, eu vou cuidar de mim - toda vez que noventa por cento do que eu sou não conseguir se conter dentro das adequações que faço para me encaixar em pequenas partes do mundo.
Tecnologia do Blogger.
Andrade © , All Rights Reserved. BLOG DESIGN BY Sadaf F K.